Archetypal Branding

Arquétipo 04 | O Herói

O Herói também é conhecido como o guerreiro, o cruzado, o libertador, o super-herói, o soldado, o atleta vencedor, o matador de dragões, o competidor e o jogador de equipe. Ajuda as pessoas a agirem corajosamente.

Continue lendo “Arquétipo 04 | O Herói”

Archetypal Branding

Arquétipo 03 | O Sábio

O Sábio também é conhecido como especialista, erudito, detetive, oráculo, analista, conselheiro, filósofo, pesquisador, pensador, planejador, profissional, mentor, professor, contemplativo. Ajuda as pessoas a compreenderem o mundo em que vivem.

Quando o arquétipo do Sábio predomina no caráter do indivíduo, há constante motivação e interesse pelo aprendizado. Para o Sábio, o principal receio que pode ocorrer é o de ser enganado por informações irreais ou falsas, o que acarretaria uma má interpretação de situações.

Continue lendo “Arquétipo 03 | O Sábio”

Archetypal Branding

Arquétipo 02 | O Explorador

O Explorador também é conhecido como buscador, aventureiro, iconoclasta, andarilho, individualista, peregrino, descobridor, anti-herói, rebelde. Ajuda as pessoas a manterem a independência.

Quando o arquétipo do Explorador está ativo no cliente, seu chamado é para explorar o mundo e, nesse processo, encontrar a si mesmo para poder saber quem ele é.

Continue lendo “Arquétipo 02 | O Explorador”

Archetypal Branding

Archetypal Branding | Introdução

Nas minhas últimas férias, no longínquo final de 2016, eu iniciei a leitura de um livro que seria um divisor de águas na minha vida de diversas maneiras. Na correria das férias e dos deslocamentos que fizemos entre a Espanha, Portugal e Marrocos, eu tirei um tempinho para começar a ler O Herói e o Fora-da-Lei, de Margaret Mark e Carol S. Pearson.

O Heroi e o Fora da Lei

 

Baseado nos trabalhos de Carl Gustav Jung, psicanalista suíço, e em algumas teorias do mitologista Joseph Campbell, o livro basicamente faz uma ponte entre as marcas de maior sucesso junto ao público com a utilização dos arquétipos universais conhecidos desde a antiguidade e popularizados durante o século XX por Jung.

O material é tão interessante que acabei utilizando o mesmo livro para compor o meu Trabalho de Conclusão de Curso do MBA. Devido ao tempo apertado, o trabalho não ficou lá essas coisas, mas continuei trabalhando no material e resolvi compartilhar algumas informações importantes para quem tem interesse em assuntos como Branding,  Marketing e Gestão do Significado de uma marca.

Continue lendo “Archetypal Branding | Introdução”