A Verdade Está Lá Fora, Cinema, Ficção

Snowden: Herói ou Traidor | Oliver Stone, 2016

As técnicas de vigilância ilegais da NSA são divulgadas ao público por um dos funcionários da agência, Edward Snowden , sob a forma de milhares de documentos classificados distribuídos à imprensa.

Snowden01
Título original: Snowden

SINOPSE


Ex-funcionário terceirizado da Agência de Segurança dos Estados Unidos, Edward Snowden (Joseph Gordon-Levitt) torna-se inimigo número um da nação ao divulgar a jornalistas uma série de documentos sigilosos que comprovam atos de espionagem praticados pelo governo norte-americano contra cidadãos comuns e lideranças internacionais.

Fonte: Adoro Cinema

  Continue lendo “Snowden: Herói ou Traidor | Oliver Stone, 2016”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários, Geral

Observar e Absorver | José Marques de Carvalho Júnior (SQL), 2016

“Observar e Absorver” é um documentário que retrata a vida e a obra de Eduardo Marinho, um homem que seguiu o caminho contrário ao dos padrões da sociedade.

Observar e Absorver


SINOPSE


Eduardo Marinho é um homem simples, sem posses (se não levarmos em consideração a velha kombi que o ajuda no transporte e na divulgação de sua arte). Nascido em uma família abastada e tendo estudado nos melhores colégios do Rio de Janeiro, um dia largou tudo para encontrar o sentido da vida. E segue buscando.

Continue lendo “Observar e Absorver | José Marques de Carvalho Júnior (SQL), 2016”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

Quebrando o Tabu | Fernando Grostein Andrade e Cosmo Feilding-Mellen, 2011

Documentário expõe o fracasso da guerra sancionada pela ONU contra as drogas.


quebrando_o_tabu_poster


SINOPSE


Há 40 anos os EUA levaram o mundo a declarar guerra às drogas, numa cruzada por um mundo livre de drogas. Mas, os danos causados pelas drogas nas pessoas e na sociedade só cresceram. Abusos, informações equivocadas, epidemias, violência e o fortalecimento de redes criminosas são os resultados da guerra perdida numa escala global. Num mosaico costurado por Fernando Henrique Cardoso, Quebrando o Tabu escuta vozes das realidades mais diversas do mundo em busca de soluções, princípios e conclusões. Bill Clinton, Jimmy Carter e ex-chefes de Estado, como Colômbia, México e Suíça, revelam porque mudaram de opinião sobre um assunto que precisa ser discutido e esclarecido. Do aprendizado de pessoas comuns, que tiveram suas vidas marcadas pela Guerra às Drogas, até experiências de Dráuzio Varella, Paulo Coelho e Gael Garcia Bernal, Quebrando Tabu é um convite a discutir um problema com todas as famílias.

Continue lendo “Quebrando o Tabu | Fernando Grostein Andrade e Cosmo Feilding-Mellen, 2011”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

Da Servidão Moderna | Jean-François Brient e Victor León Fuentes, 2009

“Meu otimismo está baseado na certeza que esta civilização vai desmoronar. Meu pessimismo em tudo aquilo que ela faz para arrastar-nos em sua queda.”


De la servitude moderne
Título original: De la Servitude Moderne

SINOPSE


“A servidão moderna é uma escravidão voluntária, aceita por essa multidão de escravos que se arrastam pela face da terra. Eles mesmos compram as mercadorias que lhes escravizam cada vez mais. Eles mesmos correm atrás de um trabalho cada vez mais alienante, que lhes é dado generosamente se estão suficientemente domados. Eles mesmos escolhem os amos a quem deverão servir. Para que essa tragédia absurda possa ter sucedido, foi preciso tirar desta classe, a capacidade de se conscientizar sobre a exploração e a alienação da qual são vítimas. Eis então a estranha modernidade da época atual. Ao contrário dos escravos da Antiguidade, aos servos da Idade Média e aos operários das primeiras revoluções industriais, estamos hoje frente a uma classe totalmente escrava, que no entanto não se dá conta disso ou melhor ainda, que não quer enxergar. Eles não conhecem a rebelião, que deveria ser a única reação legítima dos explorados. Aceitam sem discutir a vida lamentável que foi planificada para eles. A renúncia e a resignação são a fonte de sua desgraça.”

Continue lendo “Da Servidão Moderna | Jean-François Brient e Victor León Fuentes, 2009”

A Verdade Está Lá Fora, Cinema, Ficção

Stargate | Roland Emmerich, 1994

Um dispositivo de teletransporte interestelar, encontrado no Egito, leva a um planeta com humanos parecidos com os antigos egípcios que adoram o deus Rá.

Stargate Poster


SINOPSE


Um egiptólogo não reconhecido por suas teorias (James Spader) é convidado a trabalhar em uma base secreta e lá toma contato com um anel de trinta metros coberto de hieróglifos. Ele descobre a chave para se chegar a um novo mundo, pois o anel é na verdade um portal estelar. Acompanhado de uma pequena tropa de elite, liderada pelo coronel Jack O’Neil (Kurt Russell), ele atravessa o portal e se vê diante de uma experiência e uma aventura inimaginável.

Continue lendo “Stargate | Roland Emmerich, 1994”

A Verdade Está Lá Fora, Cultura, Notícias, Séries

Arquivo X | Chris Carter, 1993

Dois agentes do FBI, Fox Mulder, o crente, e Dana Scully, a cética, investigam fatos estranhos e inexplicados enquanto forças ocultas trabalham para impedir seus esforços.

x-files


SINOPSE


Dois agentes do FBI, Fox Mulder, o crente, e Dana Scully, a cética, investigam fatos estranhos e inexplicados enquanto forças ocultas trabalham para impedir seus esforços. Desde a estreia na TV americana, em meados dos anos 90, a série estrelada por David Duchovny e Gillian Anderson é uma das mais populares em todo o mundo, mantendo desde então uma legião de fãs apaixonados de diversas gerações.

Com uma trama intrigante, repleta de alienígenas, fatos e criaturas inexplicáveis e uma boa dose de conspirações globais, os agente especiais Mulder e Scully tornaram-se ícones pop enquanto a série se consagrava como uma das maiores lendas do gênero de ficção científica.

Depois de ganhar a sua 10ª temporada em 2016 – após um intervalo de quinze anos – recentemente foi confirmado o lançamento de mais uma temporada, para o deleite de milhares de aficionados. “A verdade continua lá fora!”

1427284302291.cached

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

Quando os Mouros Dominaram a Europa | Bettany Hughes, 2005

image
Título original: When the Moors Ruled in Europe

SINOPSE


“O ano é 1492. Cristóvão Colombo está as vésperas da fatídica viagem à América. No caminho para o litoral, parou em Granada. Ele foi o convidado de honra de uma cerimônia patrocinada pelo Rei e e a Rainha da Espanha, Fernando e Isabel. Eles celebram uma grande vitória. Até então, Granada era governada por muçulmanos, mas Isabel conseguiu retomar o poder.

Continue lendo “Quando os Mouros Dominaram a Europa | Bettany Hughes, 2005”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

A Morte de Aleppo | Al Jazeera, 2015

death-of-aleppo
Título original: Death of Aleppo

SINOPSE


A cidade histórica de Aleppo, a maior e mais antiga da Síria, remonta ao século VI a.C. Foi um importante centro comercial durante o Império Otomano, com sua arquitetura impressionante e sua cultura vibrante e diversificada. A cidade velha, com suas mansões medievais, vielas e souqs, foi classificada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1986.

Continue lendo “A Morte de Aleppo | Al Jazeera, 2015”

A Verdade Está Lá Fora, Séries

Alienígenas do Passado | History, 2010

image

Alienígenas do Passado (Ancient Aliens), estreou em 20 de abril de 2010 no The History Channel 1. Produzido pela Prometheus Entertainment, e baseado, principalmente nas obras de Erich von Däniken e Zecharia Sitchin, o programa apresenta a Teoria do Astrounauta Antigo e propõe que textos históricos, arqueologia e lendas contêm evidências de contato humano-extraterrestres em tempos remotos.

Continue lendo “Alienígenas do Passado | History, 2010”

A Verdade Está Lá Fora, Ficção

Prometheus | Ridley Scott, 2012

Resultado de imagem para prometheus


SINOPSE


2089. Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) são exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra. Com base nisto, eles desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta.

Continue lendo “Prometheus | Ridley Scott, 2012”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

Super Size Me – A Dieta do Palhaço | Morgan Spurlock, 2004

 


SINOPSE


O diretor Morgan Spurlock decide ser a cobaia de uma experiência: se alimentar apenas em restaurantes da rede McDonald’s, realizando neles três refeições ao dia durante um mês. Durante a realização da experiência o diretor fala sobre a cultura do fast food nos Estados Unidos, além de mostrar em si mesmo os efeitos físicos e mentais que os alimentos deste tipo de restaurante provocam.

Continue lendo “Super Size Me – A Dieta do Palhaço | Morgan Spurlock, 2004”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

Muito Além do Cidadão Kane | Simon Hartog, 1993

image
Título original: Brazil: Beyond Citzen Kane

SINOPSE


“Muito Além do Cidadão Kane” é um documentário produzido pela BBC de Londres proibido no Brasil desde a estréia, em 1993, por decisão judicial, que trata das relações sombrias entre a Rede Globo de Televisão, na pessoa de Roberto Marinho, com o cenário político brasileiro.

Continue lendo “Muito Além do Cidadão Kane | Simon Hartog, 1993”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

O Movimento Zeitgeist

secao-a-verdade

Zeitgeist (pronúncia: tzait.gaisst) é um termo alemão cuja tradução significa espírito da época, espírito do tempo ou sinal dos tempos. O Zeitgeist significa, em suma, o conjunto do clima intelectual e cultural do mundo, numa certa época, ou as características genéricas de um determinado período de tempo.

Continue lendo “O Movimento Zeitgeist”

A Verdade Está Lá Fora, Documentários

O Olho de Hórus | Fernando Malkún, 2000

elorodeojus
Título original: El Ojo de Horus

 


SINOPSE


Série de 10 episódios baseada nas investigações do egiptólogo e matemático R.A. Schwaller de Lubicz e também na Escola de Mistérios do “Olho de Hórus”, que dirigiu o destino do povo egípcio durante milhares de anos.

Continue lendo “O Olho de Hórus | Fernando Malkún, 2000”

A Verdade Está Lá Fora

Santa Sara Kali e a Linhagem Sagrada

Seria Santa Sara Kali, a padroeira dos ciganos, filha de Jesus com Maria Madalena?

O que diz a lenda sobre a fugitiva Sagrada Família? No Novo Testamento, o Evangelho de Mateus relata que a Sagrada Família fugiu para o Egito com o objetivo de evitar que seu filho fosse morto pelo rei Herodes, que estava preocupado com a sua reivindicação ao trono de Israel. José, o marido de Maria, recebeu uma mensagem em um sonho para fugir com ela e Jesus para o Egito (Mateus 2:13). Os modernos estudiosos da Bíblia acreditam que tudo isso é um mito usado pelo autor desse Evangelho para fazer cumprir as palavras do profeta: “…e do Egito chamei meu filho” (Oséias 11:1). A indicação da verdade nessa história é a forte tradição de perigo para a linhagem real de Judá. Um Evangelho apócrifo é a fonte da tradição de que o cajado de São José floriu para indicar que Deus o escolhera para ser marido de Maria e pai terreno de Jesus. Mas o “cajado florido” – mostrado na mão de São José nas igrejas católicas de todo o mundo – também serve para nos lembrar de que José era o guardião da “muda”, que seria o próprio Jesus, com base em uma profecia de Isaías: “Então brotará um rebento do cepo de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará” (Isaías 11:1).

Contudo, uma tradição derivada de uma antiga lenda francesa nos diz que… José de Arimatéia era o guardião do Sangraal e que a criança no barco era egípcia, o que significa, literalmente, “nascida no Egito”. Parece provável que depois da crucificação de Jesus, Maria Madalena tenha considerado necessário esconder-se no refúgio mais próximo para proteger seu filho ainda não nascido. José de Arimatéia, influente amigo de Jesus, pode ter sido o seu protetor.

Se nossa teoria está certa, a criança nasceu de fato no Egito, tradicional lugar de asilo para judeus cuja segurança se encontrava ameaçada em Israel. Alexandria era acessível a quem partia da Judéia e abrigava comunidades judaicas consolidadas na época de Jesus. É muito provável que tenha sido então o refúgio emergencial de Maria Madalena e José de Arimatéia. Anos mais tarde, eles teriam deixado Alexandria e buscado um lugar mais seguro no litoral da França.

Estudiosos de arqueologia e lingüística descobriram que os topônimos e lendas de uma região contêm “fósseis” de seu passado remoto. Os fatos podem ser alterados e as narrativas abreviadas no decorrer do tempo, mas traços “fossilizados” da verdade permanecem enterrados sob os nomes de pessoas e lugares. Todo ano, de 23 a 25 de maio, realiza-se um festival na cidade de Les-Saintes-Maries-de-La-Mer, na França, no santuário dedicado a Santa Sara, a egípcia, também chamada de Sara Kali, a “Rainha Negra’: As pesquisas revelaram que esse festival, cuja origem remonta à Idade Média, homenageia uma criança “egípcia” que acompanhava Maria Madalena, Marta e Lázaro quando de sua chegada à região, num pequeno barco, por volta do ano 42 d.C. Parece que se difundiu entre os habitantes locais a suposição de que a criança, por ser “egípcia”, tinha pele escura. Como não se encontrou nenhuma outra explicação razoável para a sua presença, deduziu-se, posteriormente, que ela devia ter vindo de Betânia como serva da família.

O nome Sara significa “rainha” ou “princesa” em hebraico. Essa Sara é também caracterizada nas lendas locais como uma “jovem”, não mais que uma criança. Existe, portanto, num pequeno povoado do litoral da França, um festival anual em homenagem a uma menina de pele escura chamada Sara. O “fóssil” dessa lenda está no fato de a criança se chamar “princesa’: em hebraico. Uma filha de Jesus nascida depois da fuga de Maria Madalena para Alexandria teria cerca de 12 anos na época da viagem à Gália referida na história. Ela, como os príncipes da linhagem de Davi, é simbolicamente negra, “não reconhecida nas ruas” (Lamentações 4:8). Madalena era ela própria o “Sangraal”, no sentido de ter sido o “cálice”, ou receptáculo, que um dia carregara in utero a descendência real. A negritude simbólica da Noiva dos Cânticos e dos príncipes davídicos das Lamentações se estende a essa Maria escondida e sua filha. O festival de Sara Kali, a Negra Sara, parece assim acontecer em homenagem a essa mesma criança simbolicamente negra.

Acredita-se que as pessoas que, nos séculos posteriores, conheceram essa lenda e a identidade de Madalena como mulher de Jesus a equipararam à Noiva Negra dos Cânticos. Ela era a Noiva-Irmã e a Amada. Sua “negritude” teria sido simbólica de sua condição oculta. Tratava-se da rainha desconhecida – não declarada, repudiada e caluniada pela Igreja no transcorrer dos séculos, numa tentativa de negar a linhagem legítima e manter suas próprias doutrinas sobre a divindade e o celibato de Jesus.

Fósseis da verdade permanecem enterrados em símbolos, nomes de pessoas e lugares, rituais e contos folclóricos. Ao entendermos isso, torna-se plausível que a fuga para o Egito tenha sido empreendida pelo “outro José”, José de Arimatéia, e a “outra Maria”, Maria Madalena, após a crucificação, para proteger dos romanos e dos filhos de Herodes o filho ainda não nascido de Jesus. As discrepâncias na história e o óbvio pulo de uma geração podem ser facilmente compreendidos à luz do perigo que rondava a linhagem – exigindo todo o segredo possível quanto ao seu esconderijo – e em decorrência do tempo que transcorreu antes que o relato fosse redigido. Parece ser mais um caso de um mito que foi se formando, uma vez que a verdade era perigosa demais para ser contada.

Fonte: “Maria Madalena e o Santo Graal – A mulher do vaso de alabastro” de Margaret Starbird (um dos livros que inspiraram “O Código Da Vinci” de Dan Brown)