Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 11 | O Criador

O Criador também é conhecido como o artista, o inovador, o inventor, o músico, o escritor ou o sonhador. Ajuda as pessoas a criarem algo novo

Quando o arquétipo do Criador está ativo nos indivíduos, estes se sentem compelidos a criar ou inovar – caso contrário, sufocam.

Continue lendo “Arquétipo 11 | O Criador”
Europa, Original Content, Portugal, Vila de Rei

Passadiços do Penedo Furado | Vila de Rei, Portugal

 

Os Passadiços do Penedo Furado ficam a 165 km de distância de Lisboa (mais ou menos 1h40 de carro), em Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco.

Com 532 metros de extensão, foram criados para melhorar o acesso entre a Praia Fluvial do Penedo Furado e a zona das quedas d’água.

Localizada abaixo do miradouro do Penedo Furado, perto do acesso aos passadiços, fica a “Bicha Pintada”, um fóssil que, segundo alguns estudiosos, se crê que tenha mais de 480 milhões de anos.

Anexos, Lisboa, Original Content, Portugal

Alameda Dom Afonso Henriques | Lisboa, Portugal

 

Palco de grandes eventos e (para usar a palavra da moda) muita aglomeração, a Alameda Dom Afonso Henriques homenageia o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques (1106 – 1185).

Seus jardins recebem anualmente celebrações tradicionais, como o Ano Novo Chinês e o Dia Internacional do Trabalhador, além de outros eventos esporádicos.

Separados pela Avenida Almirante Reis, de um lado vê-se o Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST ou Técnico) e do outro a Fonte Luminosa, uma das obras monumentais do Estado Novo (1926 – 1974).

É na Alameda que cruzam-se as linhas vermelha e verde do metro de Lisboa, sendo a estação homónima uma das mais importantes em termos de mobilidade urbana na capital portuguesa.

 


 

 

Cultura, Notícias, Original Content, Turismo

A “Purple Rain” dos jacarandás em Lisboa

Nesta época do ano, os jacarandás costumam anunciar a transição primavera-verão com um florescer roxo e exuberante por toda a capital portuguesa.

Lisboa-125

A partir do final de maio ou mesmo meados de junho, os jacarandás (que originalmente são plantas nativas de países da América do Sul, como a Argentina e o Brasil), costumam anunciar a transição primavera-verão com um florescer roxo e exuberante por toda a cidade de Lisboa.

Continue lendo “A “Purple Rain” dos jacarandás em Lisboa”

Cultura, Notícias, Original Content, Turismo

Stonehenge comemora a chegada do verão 2020 com transmissão online

Como não seria possível garantir a segurança das dezenas de turistas que costumam passar o Solstício de Verão visitando o famoso monumento, o crepúsculo do dia 20 de junho e a aurora do dia seguinte serão transmitidos online.

Stonehenge Simon Wakefield
Simon Wakefield

Assim como a maior parte dos eventos coletivos programados para 2020, o tradicional nascer do sol da noite mais longa do ano no complexo megalítico de Stonehenge teve que ser adaptado para a nova realidade da pandemia de covid-19.

Continue lendo “Stonehenge comemora a chegada do verão 2020 com transmissão online”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

A (inevitável) nova etiqueta para viajantes | Gestão de Crise #3

Ouça este artigo:

 

Por mais que tentemos ser otimistas neste momento, uma coisa é certa: viajar vai se tornar um pouco mais chato daqui para frente. O primeiro passo é entender que o “mundo de antes” não é mais uma opção.

© Anna Shvets (Pexels)
© Anna Shvets (Pexels)

 

MALDITA INCERTEZA*

Além das milhares de mortes e dos cenários dramáticos registrados por todo o mundo por viajantes impedidos de voltar para casa, a pandemia de covid-19 trouxe para o panorama mundial doses cavalares de incerteza. Arrastado pelas empresas de aviação comercial, o setor de Turismo foi um dos mais atingidos e entidades reguladoras do setor registram a perda de 1 milhão de empregos por dia, o que causará uma queda considerável do PIB mundial e, principalmente, na economia dos países cuja dependência do Turismo seja grande.

Portugal é um desses países e da minha janela em Lisboa, consigo acompanhar diariamente a quase morte do tráfego aéreo. Se antes era comum observar pelo menos uma dezena de voos diários, hoje é raro que eu consiga avistar um solitário avião cruzando o céu lisboeta.

Continue lendo “A (inevitável) nova etiqueta para viajantes | Gestão de Crise #3”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

Novos tempos ou novas crenças? | Gestão de Crise #2

Nas atuais circunstâncias nada impede que nos voltemos para o conforto da religião e da espiritualidade, se consideramos estes fatores importantes em nossas vidas. Porém, seguir à risca o que aconselham algumas lideranças religiosas pode colocar não apenas a sua vida em perigo, mas a de uma população inteira.

© Luis Quintero (Pexels)
© Luis Quintero (Pexels)

 

O primeiro trimestre de 2020 foi marcado pelo início de mudanças consideráveis no panorama global. Mudanças essas que não faziam parte do planejamento da grande maioria da população. Em 90 dias o mundo estava de cabeça para baixo, colocando em causa todo o resquício de estabilidade (ainda que ilusório) que norteava a vida dos cidadãos comuns. E a crise sanitária não chegaria sozinha.

Continue lendo “Novos tempos ou novas crenças? | Gestão de Crise #2”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

Salvos pela solidariedade? | Gestão de Crise #1

Nem tudo resume-se a dinheiro. O confinamento esconde muitos outros vilões: a solidão, a depressão, a violência doméstica, a ansiedade, os abusos físicos e psicológicos. Todos esses fatores servem como adereços à crise sanitária e depende de nós como indivíduos, mais do que nunca, cuidarmos uns dos outros.

© Lalesh Aldarwish (Pexels)
© Lalesh Aldarwish (Pexels)

 

Palmas, muitas palmas coletivas, diaria e pontualmente às 22h. Assim têm se comportado os habitantes de Lisboa desde que Portugal confirmou o primeiro caso de COVID-19 no dia 2 de março de 2020. Iniciativas similares podem ser observadas em diversas partes do mundo, com o genuíno intuito de agradecer e homenagear os profissionais que encontram-se agora na linha de frente do combate ao novo coronavírus: médicos, enfermeiros, farmacêuticos, entregadores, policiais, caixas de supermercados e todos os outros trabalhadores que prestam serviços essenciais à população.

Continue lendo “Salvos pela solidariedade? | Gestão de Crise #1”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 10 | O Prestativo

O Prestativo também é conhecido como o altruísta, o santo, o pai/a mãe, o ajudante, o cuidadoso ou o apoiador. Desperta nas pessoas o desejo de ajudar os outros.

O Prestativo é um altruísta, movido pela compaixão, pela generosidade e pelo desejo de ajudar.

Continue lendo “Arquétipo 10 | O Prestativo”

África, Fez, Marrocos, Original Content

Tour pela Medina | Fez, Marrocos

Depois de algumas tentativas frustradas de desvendar o labirinto que é a Medina da cidade imperial de Fez, chegamos à conclusão que a ajuda de um guia seria essencial

DSCF5693
Um dos muitos curtumes de Fez

 

Fez, sábado, 5 de novembro de 2016 (9° dia de viagem).

TOUR COM SALIM


Conforme combinado no dia anterior, hoje fizemos um tour de mais ou menos 3h com Salim, um marroquino que conhecemos na porta do hotel. Depois de morar algum tempo na Espanha e em Portugal, ele falava suficientemente bem ambos os idiomas (a esposa portuguesa certamente ajudou!).

Como companhia, tivemos dois portugueses, Sandra e Filipe. Conhecemos os principais pontos turísticos de Fez, entre eles algumas mesquitas, vários mercados, mausoléus, madraças, e a famosa produção de artigos de couro.

Continue lendo “Tour pela Medina | Fez, Marrocos”

Espanha, Europa, Madrid, Original Content

Templo de Debod | Madrid, Espanha

Parecia impossível nos depararmos com um templo egípcio original em pleno centro de Madrid, but…

DSCF4694
Templo de Debod

 

Madrid, sexta-feira, 28 de outubro de 2016 (2° dia de viagem).

CAFÉ NO MUSEO DEL JAMÓN


Acordamos animados para aproveitar o segundo dia em Madrid. Como o nosso hostel não tinha café da manhã gratuito, resolvemos andar pelos arredores e achar por conta própria o nosso desjejum.  Bem perto de onde estávamos, na Calle Mayor, encontramos um restaurante/padaria com o sugestivo nome de Museo del Jamón (Museu do Presunto).

DSCF4790
Fachada do Museo del Jamón

Com vários presuntos ibéricos em exibição na vitrine, era impossível não prestar atenção ao passar pelo lugar. Pagamos cercas de 3,5 euros por um delicioso croissant com presunto serrano, um suco de laranja e um café.  Se algum dia você estiver por acaso nos arredores da Puerta del Sol (existem lojas em outros locais), não deixe de conhecer o Museo del Jamón. Vale muito a pena!

Continue lendo “Templo de Debod | Madrid, Espanha”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 09 | O Bobo da Corte

O Bobo da Corte também é conhecido como o tolo, o bobo, o malandro, o trocista, o blefista, o trocadilhista, o animador, o palhaço, o travesso, o troteador ou o comediante. Ajuda as pessoas a se divertirem.

O desejo básico, aqui, é ser espontâneo e recuperar aquele espírito brincalhão que todos tínhamos quando pequenos. O arquétipo do Bobo da Corte nos ajuda a viver a vida no presente e ser impulsivos e espontâneos.

Continue lendo “Arquétipo 09 | O Bobo da Corte”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 08 | O Amante

Os Amantes também são conhecidos como parceiros, amigos, os íntimos, casamenteiros, entusiastas, especialistas, sensualistas, cônjuges, construtores de equipes, harmonizadores. Ajuda as pessoas a encontrarem e darem amor.

O Amante quer um tipo mais profundo de conexão: que seja íntima, genuína e pessoal. Tais formas de conexão (…) exigem muito mais conhecimento, honestidade, vulnerabilidade e paixão do que a ligação mais fria do Cara Comum.

Continue lendo “Arquétipo 08 | O Amante”

Cultura, Original Content

Discursos de Ódio | A Sombra do Cara Comum

Como os discursos de ódio na internet podem demonstrar a fragilidade e o lado sombrio de um arquétipo coletivista por essência.

 


O ÓDIO NOSSO DE CADA DIA


alphabet-board-game-conceptual-944743
Imagem: Pexels

 

Muitos brasileiros estão tentando entender o que ocorreu, e o que ainda está ocorrendo, nestes últimos meses de 2018, ano em que tivemos no Brasil a mais polarizada das eleições presidenciais dos últimos tempos. O ano ainda não acabou, o novo presidente eleito sequer tomou posse, e ainda estamos aprendendo a lidar com um furacão que passou na forma de discursos de ódio devastando a internet e, principalmente, as redes sociais nos últimos meses.

Conheço grupos de amigos e familiares que ainda não se recuperaram totalmente dos embates de 2018 (não deveriam ser “debates”?) e têm esperança que as festas de fim de ano tragam algum alento e uma dose mínima de união para uma população já desgastada pela violência e pelas crises econômica, política e ética dos últimos anos. Mas o que diabos está acontecendo?

Continue lendo “Discursos de Ódio | A Sombra do Cara Comum”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 07 | O Cara Comum

O Cara Comum também é conhecido como o bom companheiro, a garota média, o Zé Povinho, o homem comum, a moça da porta ao lado, o realista, o trabalhador, o cidadão sólido, o bom vizinho. Ajuda as pessoas a estarem bem assim como são.

Quando o arquétipo do Cara Comum está ativo em uma pessoa, ela usará roupas da classe trabalhadora ou outros trajes comuns (mesmo que tenha bastante dinheiro), falará de um modo coloquial e detestará todo o tipo de elitismo.

Continue lendo “Arquétipo 07 | O Cara Comum”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 06 | O Mago

O Mago também é conhecido como visionário, catalisador, inovador, líder carismático, mediador, xamã, agente de cura ou curandeiro. Ajuda as pessoas a influírem na transformação.

Quando o arquétipo do Mago está ativo nos indivíduos, eles são catalisadores da mudança. Os Magos são motivados pelo desejo de transformação pessoal e pela oportunidade de mudar as pessoas, as organizações e a época. Eles apreciarão se você lhes oferecer experiências transformadoras, mas o maior lucro surge quando você consegue ajudar um cliente a aperfeiçoar a si mesmo.

Continue lendo “Arquétipo 06 | O Mago”

Archetypal Branding

Arquétipo 05 | O Fora da Lei

O Fora da Lei é conhecido como o rebelde, o revolucionário, o vilão, o selvagem, o desajustado, o inimigo, ou o iconoclasta. Ajuda as pessoas a quebrarem regras.

O Fora da lei tem a sedução do fruto proibido. Ele contém em si as qualidades sombrias da cultura, ou seja, as qualidades que a sociedade desdenha e negligencia. Este arquétipo libera as paixões reprimidas da sociedade. Quando a consciência do Fora da lei está presente, as pessoas têm uma percepção mais aguda dos limites que a civilização impõe à expressão humana.

Continue lendo “Arquétipo 05 | O Fora da Lei”

Notícias, Original Content

O Simbolismo de um Museu em Chamas

“Um povo sem o conhecimento da sua história, origem e cultura é como uma árvore sem raízes.” ― Marcus Garvey

museu_nacional_790x505_02092018213551
Foto: Futura Press/Folhapress.

 

Enquanto eu me mantinha distraído com minhas edições de fotos e vídeos em um domingo de céu estrelado e temperatura agradável, recebi de uma grande amiga que está do outro lado do Atlântico (mais precisamente em Lisboa) uma notícia que me pareceu completamente surreal: o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, estava ardendo em chamas!

Continue lendo “O Simbolismo de um Museu em Chamas”

Archetypal Branding

Arquétipo 04 | O Herói

O Herói também é conhecido como o guerreiro, o cruzado, o libertador, o super-herói, o soldado, o atleta vencedor, o matador de dragões, o competidor e o jogador de equipe. Ajuda as pessoas a agirem corajosamente.

Quando o arquétipo do Herói está ativo em uma pessoa, ela se fortalece com o desafio, se sente ultrajada pela injustiça e responde rápida e decisivamente à crise ou à oportunidade.

Continue lendo “Arquétipo 04 | O Herói”

Cultura, Original Content

MINIMALISMO: Que viagem é essa?

Uma filosofia de vida em que “menos é mais” (ou seria “menos, mas melhor”?).

row of trees
Imagem: LibreShot

 

Há alguns meses, zapeando pela Netflix em busca de algo interessante para assistir (indecisão não chega a ser um ponto fraco, mas já me convenci de que existe um prazer velado em passar mais tempo buscando algo para ver do que de fato assistindo…), acabei topando no trailer de Minimalismo, um documentário um tanto inspirador que retrata a vida de muitas pessoas que resolveram fazer do desapego sua filosofia de vida e suas mais diversas motivações:

Continue lendo “MINIMALISMO: Que viagem é essa?”

Archetypal Branding

Arquétipo 03 | O Sábio

O Sábio também é conhecido como especialista, erudito, detetive, oráculo, analista, conselheiro, filósofo, pesquisador, pensador, planejador, profissional, mentor, professor, contemplativo. Ajuda as pessoas a compreenderem o mundo em que vivem.

Quando o arquétipo do Sábio predomina no caráter do indivíduo, há constante motivação e interesse pelo aprendizado. Para o Sábio, o principal receio que pode ocorrer é o de ser enganado por informações irreais ou falsas, o que acarretaria uma má interpretação de situações.

Continue lendo “Arquétipo 03 | O Sábio”

Archetypal Branding

Arquétipo 02 | O Explorador

O Explorador também é conhecido como buscador, aventureiro, iconoclasta, andarilho, individualista, peregrino, descobridor, anti-herói, rebelde. Ajuda as pessoas a manterem a independência.

Quando o arquétipo do Explorador está ativo no cliente, seu chamado é para explorar o mundo e, nesse processo, encontrar a si mesmo para poder saber quem ele é.

Continue lendo “Arquétipo 02 | O Explorador”

Archetypal Branding

Arquétipo 01 | O Inocente

O arquétipo do Inocente também é conhecido como Poliana, utópico, tradicionalista, ingênuo, místico, santo, romântico, sonhador. Ajuda as pessoas a manterem ou renovarem a fé.

Quando o Inocente está ativo em uma pessoa, ela é atraída para a certeza, para ideias positivas e esperançosas, para imagens simples e nostálgicas, para promessa de resgate e redenção.

Continue lendo “Arquétipo 01 | O Inocente”

Archetypal Branding

Archetypal Branding | Gestão Arquetípica de Marcas

Em 1991, Carol Pearson publicou uma obra relacionada ao inconsciente coletivo e arquétipos. Foi no livro O Despertar do Herói Interior que Pearson, depois de anos de estudos tendo como principal fonte de referência os trabalhos de Jung, apresentou para o mundo os chamados 12 arquétipos, decorrentes de uma análise de âmbito psicológico. Em O Herói e o Fora-da-Lei, de 2001, a autora apresentou com Margaret Mark o conceito de Gestão de Significado da Marca ou Archetypal Branding:

Continue lendo “Archetypal Branding | Gestão Arquetípica de Marcas”