Espanha, Europa, Madrid, Original Content

Museu do Prado | Madrid, Espanha

Museu do Prado

Madrid, sábado, 29 de outubro de 2016 (3° dia).

O QUE SERIA DO VIAJANTE SEM OS FAST-FOODS?


Além de fazer compras em supermercados locais, uma das formas de se economizar em longas viagens gastando em moeda estrangeira é adotar as redes de fast-food para, pelo menos, uma das refeições diárias. Claro, nem de longe é a opção mais saudável do mundo, mas considerando o quanto costumamos andar enquanto viajamos, o custo-benefício geralmente deixa um saldo positivo (também é uma boa alternativa quando não gostamos das comidas tradicionais de algumas regiões). Acabamos adotando o Burger King como a opção mais econômica para refeições rápidas. Neste dia, investimos em um menu duplo que  custou em torno de 7 euros (uns 10 reais para cada).

Continue lendo “Museu do Prado | Madrid, Espanha”
Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 11 | O Criador

O Criador também é conhecido como o artista, o inovador, o inventor, o músico, o escritor ou o sonhador. Ajuda as pessoas a criarem algo novo

Quando o arquétipo do Criador está ativo nos indivíduos, estes se sentem compelidos a criar ou inovar – caso contrário, sufocam.

Continue lendo “Arquétipo 11 | O Criador”
Europa, Original Content, Portugal, Vila de Rei

Passadiços do Penedo Furado | Vila de Rei, Portugal

 

Os Passadiços do Penedo Furado ficam a 165 km de distância de Lisboa (mais ou menos 1h40 de carro), em Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco.

Com 532 metros de extensão, foram criados para melhorar o acesso entre a Praia Fluvial do Penedo Furado e a zona das quedas d’água.

Localizada abaixo do miradouro do Penedo Furado, perto do acesso aos passadiços, fica a “Bicha Pintada”, um fóssil que, segundo alguns estudiosos, se crê que tenha mais de 480 milhões de anos.

Anexos, Lisboa, Original Content, Portugal

Alameda Dom Afonso Henriques | Lisboa, Portugal

 

Palco de grandes eventos e (para usar a palavra da moda) muita aglomeração, a Alameda Dom Afonso Henriques homenageia o primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques (1106 – 1185).

Seus jardins recebem anualmente celebrações tradicionais, como o Ano Novo Chinês e o Dia Internacional do Trabalhador, além de outros eventos esporádicos.

Separados pela Avenida Almirante Reis, de um lado vê-se o Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (IST ou Técnico) e do outro a Fonte Luminosa, uma das obras monumentais do Estado Novo (1926 – 1974).

É na Alameda que cruzam-se as linhas vermelha e verde do metro de Lisboa, sendo a estação homónima uma das mais importantes em termos de mobilidade urbana na capital portuguesa.

 


 

 

Cultura, Notícias, Original Content, Turismo

A “Purple Rain” dos jacarandás em Lisboa

Nesta época do ano, os jacarandás costumam anunciar a transição primavera-verão com um florescer roxo e exuberante por toda a capital portuguesa.

Lisboa-125

A partir do final de maio ou mesmo meados de junho, os jacarandás (que originalmente são plantas nativas de países da América do Sul, como a Argentina e o Brasil), costumam anunciar a transição primavera-verão com um florescer roxo e exuberante por toda a cidade de Lisboa.

Continue lendo “A “Purple Rain” dos jacarandás em Lisboa”

Cultura, Notícias, Original Content, Turismo

Stonehenge comemora a chegada do verão 2020 com transmissão online

Como não seria possível garantir a segurança das dezenas de turistas que costumam passar o Solstício de Verão visitando o famoso monumento, o crepúsculo do dia 20 de junho e a aurora do dia seguinte serão transmitidos online.

Stonehenge Simon Wakefield
Simon Wakefield

Assim como a maior parte dos eventos coletivos programados para 2020, o tradicional nascer do sol da noite mais longa do ano no complexo megalítico de Stonehenge teve que ser adaptado para a nova realidade da pandemia de covid-19.

Continue lendo “Stonehenge comemora a chegada do verão 2020 com transmissão online”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

A (inevitável) nova etiqueta para viajantes | Gestão de Crise #3

Ouça este artigo:

 

Por mais que tentemos ser otimistas neste momento, uma coisa é certa: viajar vai se tornar um pouco mais chato daqui para frente. O primeiro passo é entender que o “mundo de antes” não é mais uma opção.

© Anna Shvets (Pexels)
© Anna Shvets (Pexels)

 

MALDITA INCERTEZA*

Além das milhares de mortes e dos cenários dramáticos registrados por todo o mundo por viajantes impedidos de voltar para casa, a pandemia de covid-19 trouxe para o panorama mundial doses cavalares de incerteza. Arrastado pelas empresas de aviação comercial, o setor de Turismo foi um dos mais atingidos e entidades reguladoras do setor registram a perda de 1 milhão de empregos por dia, o que causará uma queda considerável do PIB mundial e, principalmente, na economia dos países cuja dependência do Turismo seja grande.

Portugal é um desses países e da minha janela em Lisboa, consigo acompanhar diariamente a quase morte do tráfego aéreo. Se antes era comum observar pelo menos uma dezena de voos diários, hoje é raro que eu consiga avistar um solitário avião cruzando o céu lisboeta.

Continue lendo “A (inevitável) nova etiqueta para viajantes | Gestão de Crise #3”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

Novos tempos ou novas crenças? | Gestão de Crise #2

Nas atuais circunstâncias nada impede que nos voltemos para o conforto da religião e da espiritualidade, se consideramos estes fatores importantes em nossas vidas. Porém, seguir à risca o que aconselham algumas lideranças religiosas pode colocar não apenas a sua vida em perigo, mas a de uma população inteira.

© Luis Quintero (Pexels)
© Luis Quintero (Pexels)

 

O primeiro trimestre de 2020 foi marcado pelo início de mudanças consideráveis no panorama global. Mudanças essas que não faziam parte do planejamento da grande maioria da população. Em 90 dias o mundo estava de cabeça para baixo, colocando em causa todo o resquício de estabilidade (ainda que ilusório) que norteava a vida dos cidadãos comuns. E a crise sanitária não chegaria sozinha.

Continue lendo “Novos tempos ou novas crenças? | Gestão de Crise #2”

COVID-19, Gestão de Crise, Original Content

Salvos pela solidariedade? | Gestão de Crise #1

Nem tudo resume-se a dinheiro. O confinamento esconde muitos outros vilões: a solidão, a depressão, a violência doméstica, a ansiedade, os abusos físicos e psicológicos. Todos esses fatores servem como adereços à crise sanitária e depende de nós como indivíduos, mais do que nunca, cuidarmos uns dos outros.

© Lalesh Aldarwish (Pexels)
© Lalesh Aldarwish (Pexels)

 

Palmas, muitas palmas coletivas, diaria e pontualmente às 22h. Assim têm se comportado os habitantes de Lisboa desde que Portugal confirmou o primeiro caso de COVID-19 no dia 2 de março de 2020. Iniciativas similares podem ser observadas em diversas partes do mundo, com o genuíno intuito de agradecer e homenagear os profissionais que encontram-se agora na linha de frente do combate ao novo coronavírus: médicos, enfermeiros, farmacêuticos, entregadores, policiais, caixas de supermercados e todos os outros trabalhadores que prestam serviços essenciais à população.

Continue lendo “Salvos pela solidariedade? | Gestão de Crise #1”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 10 | O Prestativo

O Prestativo também é conhecido como o altruísta, o santo, o pai/a mãe, o ajudante, o cuidadoso ou o apoiador. Desperta nas pessoas o desejo de ajudar os outros.

O Prestativo é um altruísta, movido pela compaixão, pela generosidade e pelo desejo de ajudar.

Continue lendo “Arquétipo 10 | O Prestativo”

África, Fez, Marrocos, Original Content

Tour pela Medina | Fez, Marrocos

Depois de algumas tentativas frustradas de desvendar o labirinto que é a Medina da cidade imperial de Fez, chegamos à conclusão que a ajuda de um guia seria essencial

DSCF5693
Um dos muitos curtumes de Fez

 

Fez, sábado, 5 de novembro de 2016 (9° dia de viagem).

TOUR COM SALIM


Conforme combinado no dia anterior, hoje fizemos um tour de mais ou menos 3h com Salim, um marroquino que conhecemos na porta do hotel. Depois de morar algum tempo na Espanha e em Portugal, ele falava suficientemente bem ambos os idiomas (a esposa portuguesa certamente ajudou!).

Como companhia, tivemos dois portugueses, Sandra e Filipe. Conhecemos os principais pontos turísticos de Fez, entre eles algumas mesquitas, vários mercados, mausoléus, madraças, e a famosa produção de artigos de couro.

Continue lendo “Tour pela Medina | Fez, Marrocos”

Espanha, Europa, Madrid, Original Content

Templo de Debod | Madrid, Espanha

Parecia impossível nos depararmos com um templo egípcio original em pleno centro de Madrid, but…

DSCF4694
Templo de Debod

Madrid, sexta-feira, 28 de outubro de 2016 (2° dia de viagem).

CAFÉ NO MUSEO DEL JAMÓN


Acordamos animados para aproveitar o segundo dia em Madrid. Como o nosso hostel não tinha café da manhã gratuito, resolvemos andar pelos arredores e achar por conta própria o nosso desjejum.  Bem perto de onde estávamos, na Calle Mayor, encontramos um restaurante/padaria com o sugestivo nome de Museo del Jamón (Museu do Presunto).

DSCF4790
Fachada do Museo del Jamón

Com vários presuntos ibéricos em exibição na vitrine, era impossível não prestar atenção ao passar pelo lugar. Pagamos cercas de 3,5 euros por um delicioso croissant com presunto serrano, um suco de laranja e um café.  Se algum dia você estiver por acaso nos arredores da Puerta del Sol (existem lojas em outros locais), não deixe de conhecer o Museo del Jamón. Vale muito a pena!

Continue lendo “Templo de Debod | Madrid, Espanha”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 09 | O Bobo da Corte

O Bobo da Corte também é conhecido como o tolo, o bobo, o malandro, o trocista, o blefista, o trocadilhista, o animador, o palhaço, o travesso, o troteador ou o comediante. Ajuda as pessoas a se divertirem.

O desejo básico, aqui, é ser espontâneo e recuperar aquele espírito brincalhão que todos tínhamos quando pequenos. O arquétipo do Bobo da Corte nos ajuda a viver a vida no presente e ser impulsivos e espontâneos.

Continue lendo “Arquétipo 09 | O Bobo da Corte”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 08 | O Amante

Os Amantes também são conhecidos como parceiros, amigos, os íntimos, casamenteiros, entusiastas, especialistas, sensualistas, cônjuges, construtores de equipes, harmonizadores. Ajuda as pessoas a encontrarem e darem amor.

O Amante quer um tipo mais profundo de conexão: que seja íntima, genuína e pessoal. Tais formas de conexão (…) exigem muito mais conhecimento, honestidade, vulnerabilidade e paixão do que a ligação mais fria do Cara Comum.

Continue lendo “Arquétipo 08 | O Amante”

Cultura, Original Content

Discursos de Ódio | A Sombra do Cara Comum

Como os discursos de ódio na internet podem demonstrar a fragilidade e o lado sombrio de um arquétipo coletivista por essência.

 


O ÓDIO NOSSO DE CADA DIA


alphabet-board-game-conceptual-944743
Imagem: Pexels

 

Muitos brasileiros estão tentando entender o que ocorreu, e o que ainda está ocorrendo, nestes últimos meses de 2018, ano em que tivemos no Brasil a mais polarizada das eleições presidenciais dos últimos tempos. O ano ainda não acabou, o novo presidente eleito sequer tomou posse, e ainda estamos aprendendo a lidar com um furacão que passou na forma de discursos de ódio devastando a internet e, principalmente, as redes sociais nos últimos meses.

Conheço grupos de amigos e familiares que ainda não se recuperaram totalmente dos embates de 2018 (não deveriam ser “debates”?) e têm esperança que as festas de fim de ano tragam algum alento e uma dose mínima de união para uma população já desgastada pela violência e pelas crises econômica, política e ética dos últimos anos. Mas o que diabos está acontecendo?

Continue lendo “Discursos de Ódio | A Sombra do Cara Comum”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 07 | O Cara Comum

O Cara Comum também é conhecido como o bom companheiro, a garota média, o Zé Povinho, o homem comum, a moça da porta ao lado, o realista, o trabalhador, o cidadão sólido, o bom vizinho. Ajuda as pessoas a estarem bem assim como são.

Quando o arquétipo do Cara Comum está ativo em uma pessoa, ela usará roupas da classe trabalhadora ou outros trajes comuns (mesmo que tenha bastante dinheiro), falará de um modo coloquial e detestará todo o tipo de elitismo.

Continue lendo “Arquétipo 07 | O Cara Comum”

Archetypal Branding, Original Content

Arquétipo 06 | O Mago

O Mago também é conhecido como visionário, catalisador, inovador, líder carismático, mediador, xamã, agente de cura ou curandeiro. Ajuda as pessoas a influírem na transformação.

Quando o arquétipo do Mago está ativo nos indivíduos, eles são catalisadores da mudança. Os Magos são motivados pelo desejo de transformação pessoal e pela oportunidade de mudar as pessoas, as organizações e a época. Eles apreciarão se você lhes oferecer experiências transformadoras, mas o maior lucro surge quando você consegue ajudar um cliente a aperfeiçoar a si mesmo.

Continue lendo “Arquétipo 06 | O Mago”

Archetypal Branding

Arquétipo 05 | O Fora da Lei

O Fora da Lei é conhecido como o rebelde, o revolucionário, o vilão, o selvagem, o desajustado, o inimigo, ou o iconoclasta. Ajuda as pessoas a quebrarem regras.

O Fora da lei tem a sedução do fruto proibido. Ele contém em si as qualidades sombrias da cultura, ou seja, as qualidades que a sociedade desdenha e negligencia. Este arquétipo libera as paixões reprimidas da sociedade. Quando a consciência do Fora da lei está presente, as pessoas têm uma percepção mais aguda dos limites que a civilização impõe à expressão humana.

Continue lendo “Arquétipo 05 | O Fora da Lei”

Notícias, Original Content

O Simbolismo de um Museu em Chamas

“Um povo sem o conhecimento da sua história, origem e cultura é como uma árvore sem raízes.” ― Marcus Garvey

museu_nacional_790x505_02092018213551
Foto: Futura Press/Folhapress.

 

Enquanto eu me mantinha distraído com minhas edições de fotos e vídeos em um domingo de céu estrelado e temperatura agradável, recebi de uma grande amiga que está do outro lado do Atlântico (mais precisamente em Lisboa) uma notícia que me pareceu completamente surreal: o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, estava ardendo em chamas!

Continue lendo “O Simbolismo de um Museu em Chamas”

Archetypal Branding

Arquétipo 04 | O Herói

O Herói também é conhecido como o guerreiro, o cruzado, o libertador, o super-herói, o soldado, o atleta vencedor, o matador de dragões, o competidor e o jogador de equipe. Ajuda as pessoas a agirem corajosamente.

Quando o arquétipo do Herói está ativo em uma pessoa, ela se fortalece com o desafio, se sente ultrajada pela injustiça e responde rápida e decisivamente à crise ou à oportunidade.

Continue lendo “Arquétipo 04 | O Herói”

Cultura, Original Content

MINIMALISMO: Que viagem é essa?

Uma filosofia de vida em que “menos é mais” (ou seria “menos, mas melhor”?).

row of trees
Imagem: LibreShot

 

Há alguns meses, zapeando pela Netflix em busca de algo interessante para assistir (indecisão não chega a ser um ponto fraco, mas já me convenci de que existe um prazer velado em passar mais tempo buscando algo para ver do que de fato assistindo…), acabei topando no trailer de Minimalismo, um documentário um tanto inspirador que retrata a vida de muitas pessoas que resolveram fazer do desapego sua filosofia de vida e suas mais diversas motivações:

Continue lendo “MINIMALISMO: Que viagem é essa?”

Archetypal Branding

Arquétipo 03 | O Sábio

O Sábio também é conhecido como especialista, erudito, detetive, oráculo, analista, conselheiro, filósofo, pesquisador, pensador, planejador, profissional, mentor, professor, contemplativo. Ajuda as pessoas a compreenderem o mundo em que vivem.

Quando o arquétipo do Sábio predomina no caráter do indivíduo, há constante motivação e interesse pelo aprendizado. Para o Sábio, o principal receio que pode ocorrer é o de ser enganado por informações irreais ou falsas, o que acarretaria uma má interpretação de situações.

Continue lendo “Arquétipo 03 | O Sábio”

Archetypal Branding

Arquétipo 02 | O Explorador

O Explorador também é conhecido como buscador, aventureiro, iconoclasta, andarilho, individualista, peregrino, descobridor, anti-herói, rebelde. Ajuda as pessoas a manterem a independência.

Quando o arquétipo do Explorador está ativo no cliente, seu chamado é para explorar o mundo e, nesse processo, encontrar a si mesmo para poder saber quem ele é.

Continue lendo “Arquétipo 02 | O Explorador”

Archetypal Branding

Arquétipo 01 | O Inocente

O arquétipo do Inocente também é conhecido como Poliana, utópico, tradicionalista, ingênuo, místico, santo, romântico, sonhador. Ajuda as pessoas a manterem ou renovarem a fé.

Quando o Inocente está ativo em uma pessoa, ela é atraída para a certeza, para ideias positivas e esperançosas, para imagens simples e nostálgicas, para promessa de resgate e redenção.

Continue lendo “Arquétipo 01 | O Inocente”

Archetypal Branding

Archetypal Branding | Gestão Arquetípica de Marcas

Em 1991, Carol Pearson publicou uma obra relacionada ao inconsciente coletivo e arquétipos. Foi no livro O Despertar do Herói Interior que Pearson, depois de anos de estudos tendo como principal fonte de referência os trabalhos de Jung, apresentou para o mundo os chamados 12 arquétipos, decorrentes de uma análise de âmbito psicológico. Em O Herói e o Fora-da-Lei, de 2001, a autora apresentou com Margaret Mark o conceito de Gestão de Significado da Marca ou Archetypal Branding:

Continue lendo “Archetypal Branding | Gestão Arquetípica de Marcas”

Archetypal Branding

Archetypal Branding | Gestão de Marcas & Storytelling

Dando prosseguimento ao assunto, vocês certamente já ouviram falar em Gestão de Marcas, não é mesmo? Não?! E Branding? Ah, sim! São sinônimos… E Storytelling? Aquele lance de utilizar narrativas para envolver sua audiência?

Americanismos à parte, em vez de fazer um longo post escrito sobre isso, optei por utilizar uma pequena apresentação sobre esses temas e fazer um vídeo. [O áudio não está lá essas coisas então, desde já, me perdoem! Vamos trabalhar nisso! Risos]

Continue lendo “Archetypal Branding | Gestão de Marcas & Storytelling”

Archetypal Branding

Archetypal Branding | Introdução

Nas minhas últimas férias, no longínquo final de 2016, eu iniciei a leitura de um livro que seria um divisor de águas na minha vida de diversas maneiras. Na correria das férias e dos deslocamentos que fizemos entre a Espanha, Portugal e Marrocos, eu tirei um tempinho para começar a ler O Herói e o Fora-da-Lei, de Margaret Mark e Carol S. Pearson.

O Heroi e o Fora da Lei

 

Baseado nos trabalhos de Carl Gustav Jung, psicanalista suíço, e em algumas teorias do mitologista Joseph Campbell, o livro basicamente faz uma ponte entre as marcas de maior sucesso junto ao público com a utilização dos arquétipos universais conhecidos desde a antiguidade e popularizados durante o século XX por Jung.

O material é tão interessante que acabei utilizando o mesmo livro para compor o meu Trabalho de Conclusão de Curso do MBA. Devido ao tempo apertado, o trabalho não ficou lá essas coisas, mas continuei trabalhando no material e resolvi compartilhar algumas informações importantes para quem tem interesse em assuntos como Branding,  Marketing e Gestão do Significado de uma marca.

Continue lendo “Archetypal Branding | Introdução”

Cultura, Música, Notícias, Original Content, Road Music, Wanderlists

A história por trás da road song “Me and Bobby McGee”, sucesso de Janis Joplin

Quem escuta os primeiros versos da música pode incorrer no erro de achar que trata-se apenas de uma canção-homenagem de beira de estrada gravada para algum ex-namorado. Mas a história não é bem essa…

Janis Joplin
Janis em ensaio fotográfico para a capa do álbum “Pearl”

 

Originalmente interpretada pelo cantor country Roger Miller, antes de compor “Pearl“, o álbum póstumo de Janis Joplin, de 1971, “Me and Bobby McGee” foi gravada por diversos artistas: Grateful Dead, Kenny Rogers and The First Edition e o próprio autor da música, Kris Kristofferson, em seu álbum de estreia “Kristofferson”, de 1970.

Continue lendo “A história por trás da road song “Me and Bobby McGee”, sucesso de Janis Joplin”

Évora, Europa, Portugal

Évora | Portugal

Évora-01
Templo Romano de Évora

 

Évora, sábado, 12 de novembro de 2016 (17° dia).

  

 


“PEGA A A5 LISBOA!”


Acordamos cedo para ir até o aeroporto alugar o carro que nos levaria à cidade de Évora, a cerca de 1h de Lisboa. Já de mala e cuia, chegamos por volta das 7h30 da manhã na casa da Henriqueta, acordando não só ela, como a Bruna, sua amiga que mora em Londres e estava em Lisboa no fim de semana. Com Early in the Morning, do James Vincent McMorrow, na minha cabeça, pegamos a estrada em direção ao sul (ou seria ao oeste?).

Continue lendo “Évora | Portugal”

Cascais, Europa, Portugal

A Boca do Inferno | Cascais, Portugal

DSCF6429

Cascais, sexta-feira, 11 de novembro de 2016 (16° dia).

E VOLTAMOS PARA A BEIRA DO MAR


Acordamos com a esperança que o tempo estivesse melhor, mas nada feito. Nublado e com possibilidade de chuva. “Ok, vamos assim mesmo”. Depois de nos despedirmos da família do João, que estava indo viajar, tomamos um café no Esplanada/Bar Alcatruz, na costa de São João do Estoril, com uma visão incrível para o Forte de Santo António da Barra e do mar. De brinde ainda pudemos contemplar a visita de um cardume de golfinhos!

Continue lendo “A Boca do Inferno | Cascais, Portugal”

Europa, Faro, Portugal

Uma “Ilha Deserta” em pleno Algarve? | Faro, Portugal

Estávamos em Faro, Portugal, apenas de passagem. Mas como bons mochileiros, não resistimos à tentação de conhecer uma tal de Ilha Deserta a 15 minutos (e 12 euros) de distância. Seria propaganda enganosa? Ao chegarmos lá encontraríamos 15.000 turistas poluindo as areias? Confira!

DSCF6359

Faro, quinta-feira, 10 de novembro de 2016 (15° dia de viagem).

 


CRUZANDO SUAVEMENTE A FRONTEIRA


Pegamos o autocarro da Alsa na Estação Plaza de Armas em Sevilha por volta das 9h da manhã (Já é bom eu começar a me acostumar com algumas palavras essencialmente portuguesas: autocarro = ônibus, comboio = trem, e por aí vai). Algumas horas depois, escutando a única estação portuguesa que o rádio do meu celular conseguia conectar, e levemente adormecido, abri os olhos no susto enquanto passávamos por uma ponte.

Continue lendo “Uma “Ilha Deserta” em pleno Algarve? | Faro, Portugal”

África, Fez, Marrocos

Jardin Jnan Sbil | Fez, Marrocos

Fundado no século XVIII, o Jardin Jnan Sbil, em Fez, proporciona momentos bucólicos em meio à agitação do trânsito e dos mercados populares.

Fez-34

Locais e turistas em um passeio despreocupado pelo jardim.

Fez, sexta-feira, 4 de novembro de 2016 (8° dia de viagem).

 


JARDIN JNAN SBIL


Depois de alguns registros da praça e da muralha (se você perdeu essa parte, é só clicar AQUI!), a gente seguiu para o Jardin Jnan Sbil, um parque próximo. Jnan Sbil foi fundado no século XVIII pelo Sultão Moulay Abdellah, que o construiu com uma flora única, tornando-o uma joia da tradição andaluz e seus típicos jardins.

Fez-42
O parque fica nas proximidades da Place Boujloud

Com oito hectares e cerca de mil espécies de plantas, dizem que é o parque público mais antigo da Capital Espiritual do Reino de Marrocos. Jnan Sbil é uma espécie de Jardim Botânico e é normal encontrarmos várias pessoas passeando por seus corredores bucólicos e silenciosos, longe da agitação do trânsito nos arredores.

DSCF5530

DSCF5502

DSCF5503

DSCF5510

DSCF5511

DSCF5512

DSCF5513

DSCF5516

DSCF5525

DSCF5529

 


TALAA SGHIRA


Seguimos pela rua do mercado popular que circunda a maior área da antiga cidade até chegar a uma das principais ruas da Medina, a Talaa Sghira. Animados com a possibilidade de encontrarmos a praça principal de Fez seguindo o fluxo da rua, nos perdemos novamente e desistimos mais uma vez. A Medina não seria conquistada tão facilmente.

DSCF5554
Pequenas lojas formam um longo souk (mercado popular) por toda a rua Talaa Sghira.

DSCF5558

DSCF5560

DSCF5561

DSCF5564

DSCF5565

DSCF5567

DSCF5569

 


RESTAURANTE BAB BOUJLOUD


Depois de conhecermos e nos perderemos na Talaa Sghira, nós paramos no restaurante Bab Boujloud e bebemos outro chá de hortelã. Depois de uma breve passada no hotel para pegar mais dinheiro, jantamos a versão servida no prato de um kebab (que mais parecia um churrasquinho) e comemos alguns doces típicos dos comerciantes próximos. Os doces no Marrocos basicamente são feitos de amêndoas, tâmaras e coisas do gênero.

IMG_20161104_194019671.jpg
Kebab no prato

 


“FESTA” NO TERRAÇO DO NATIONAL


Resolvemos tirar algumas fotos noturnas da Medina e subimos até o terraço do hotel munido de nossas máquinas fotográficas e da champanhe que compramos em um mercado em Málaga (e levamos contrabandeada na mochila do Fabrício).

DSCF5576
Mesquita mais próxima do hotel

DSCF5577

DSCF5579

DSCF5584
Iluminação noturna de parte das muralhas da cidade

A visão noturna da velha cidade conseguia ser ainda mais impactante do que a visão diurna. Carregada de história, religiosidade e mistérios, Fez é um dos lugares mais antigos e incríveis em que eu já estive.

 

Gostou do artigo? Não esqueça de deixar a sua curtida e recomendar para os amigos através do compartilhamento!

 

Em breve, mais relatos e dicas sobre Fez e Marrakech!

 

Obrigado pela leitura e boas viagens!

 

Rodrigo Siqueira

Contato: superandarilho@outlook.com

 

 

 

Brasil, Morro de São Paulo, Original Content

Morro de São Paulo | Cairu, Brasil

DSCF3848.JPG


Morro de São Paulo, Cairu, terça-feira, 2 de fevereiro de 2016.

BELEZAS NATURAIS E HISTÓRICAS


Alguns dias antes do Carnaval eu resolvi conhecer o tão falado paraíso de Morro de São Paulo, na Bahia. Depois de pegar um barco no porto de Salvador e conhecer um casal bem gente boa no trajeto, eu finalmente atraquei em Morro de São Paulo após uma hora e meia de viagem.

Continue lendo “Morro de São Paulo | Cairu, Brasil”

América do Sul, Brasil, Original Content, Teresópolis

Pedra do Sino | Teresópolis, Brasil

Teresópolis-03
Vista da trilha para a Pedra do sino

Teresópolis, terça-feira, 29 de dezembro de 2015.


A Pedra do Sino é o ponto mais alto do estado do Rio de Janeiro (2.275 metros de altitude) e fica no Parque Nacional Serra dos Órgãos (PARNASO), no município de Teresópolis – a mais ou menos duas horas da capital fluminense. É possível ir de ônibus, a partir da Rodoviária Novo Rio, ou de carro. A última opção tem lá suas vantagens porque você perde menos tempo de caminhada, uma vez que é possível estacionar bem próximo ao início da trilha de 11 km que também faz parte da Travessia Petrópolis-Teresópolis.

DSC_0024
A caminho…
Continue lendo “Pedra do Sino | Teresópolis, Brasil”
América do Sul, Chile, San Pedro de Atacama

Pukará de Quitor | San Pedro de Atacama, Chile

DSCF3241
Mirador de Pukará de Quitor


San Pedro de Atacama, quinta-feira, 26 de novembro de 2015 (3° dia).

FECHANDO OS PASSEIOS COM ABEL


Ao acordar, conheci Abel, marido de Karyn e pai do tímido Moisés, o garotinho dos desenhos. Foi com ele que fechei meu roteiro em San Pedro de Atacama. Começaria com um tour gratuito de bike à Pukará de Quitor e às 16h conheceria o famoso Valle de la Luna.

Continue lendo “Pukará de Quitor | San Pedro de Atacama, Chile”

Brasil, Original Content, Paraty, Praia do Sono

Praia do Sono | Paraty, Brasil

image
Praia do Sono

Praia do Sono, sábado, 4 de abril de 2015.

A Praia do Sono fica ao lado da Vila de Trindade, lugar paradisíaco que tive o prazer de visitar algumas vezes. Apesar disso, nunca consegui estender a visita até a famosa comunidade caiçara, fosse pelo mau tempo, o medo de barcos ou simplesmente a preguiça de fazer uma trilha de, aproximadamente, uma hora. Aproveitei os 75% do feriado da Semana Santa para conhecer o vilarejo que mais me pareceu uma aldeia hippie entre o mar e a Mata Atlântica.

Continue lendo “Praia do Sono | Paraty, Brasil”
América do Sul, Original Content, Punta del Este, Uruguai

Punta del Este | Uruguai

O que fizemos em nosso “bate e volta” ao balneário de Punta del Este, no departamento de Maldonado, Uruguai.

DSCF0557
La Mano / Los Dedos

Punta del Este, domingo, 17 de agosto de 2014 (7° DIA).

UM DOMINGO EM PUNTA DEL ESTE


Confesso que fui para Punta já um pouco cansado. Acho que meus companheiros de viagem também. Tanto que nem fizemos questão de acordar muito cedo em um domingo. A consequência disso foi perder o pôr do sol no Museu Casapueblo, que nem sequer conseguimos conhecer. Mas ainda assim valeu e muito a visita, pois o tempo – como em quase todos os dias – estava perfeito.

Continue lendo “Punta del Este | Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

El Prado | Montevidéu, Uruguai

image

Montevidéu, sábado, 16 de agosto de 2014 (6° dia).

TANGO NA PRAÇA E O ALFAJOR-HAMBÚRGUER


Acordamos com menos ressaca do que eu imaginei no sábado pós-farra. Hoje, tínhamos programado de conhecer Punta del Este, mas era humanamente impossível… Enquanto o Auli curtia a sua introspecção, eu e Ingrid decidimos conhecer o arborizado bairro El Prado. Para economizar e conhecermos um pouco o cotidiano do lugar, decidimos que iríamos de ônibus. No caminho, testemunhamos alguns casais dançando tango na Plaza Cagancha. Na Avenida 18 de Julio compramos uns alfajores para viagem. Mas não eram simples alfajores, eram imensos, do tamanho de um hambúrguer!

image

Continue lendo “El Prado | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Colônia do Sacramento, Original Content, Uruguai

Colonia del Sacramento | Uruguai

image
Farol de Colonia

Colonia del Sacramento, quinta-feira, 14 de agosto de 2014 (4° DIA).

O MELHOR PRESENTE


Em 2014 optei por passar o meu aniversário em um lugar diferente. Como a data coincidiria com a nossa estadia no Uruguai, eu tinha algumas opções: Montevidéu, Punta del Este, Colonia del Sacramento… No fim, acabamos em Colonia, mas o presente mesmo ganhei em Montevidéu. Por volta das 6h da manhã contemplei o nascer do sol mais espetacular dos últimos tempos!

image

Continue lendo “Colonia del Sacramento | Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

Mercado del Puerto | Montevidéu, Uruguai

DSCF0178

Montevidéu, quarta-feira, 13 de agosto de 2014 (3° dia).

O MERCADO DEL PUERTO


O caminho de volta foi extremamente cansativo. Pedalando contra o vento, de tempos em tempos tínhamos que parar para recuperarmos o fôlego. Depois de uma eternidade, finalmente chegamos à Rambla 25 de Agosto de 1825, na região portuária. O Mercado del Puerto é um dos ícones de Montevidéu. Conhecido por ser um lugar turístico, é famoso pelas parrillas (churrasco à moda uruguaia) e lá fomos nós experimentar. Sinceramente, apesar da fome sobrenatural que estávamos, não achei a comida nada de mais… Pelo contrário, o custo benefício foi péssimo: gastamos cerca de 600 pesos cada um em uma parrillada (que não estava ruim, mas não era a melhor carne do mundo) e duas cervejas! Compramos gato por lebre nessa, mas confesso que se a fome não estivesse tão crítica e o lugar já não estivesse fechando (era um pouco mais de 15h) nós poderíamos ter pesquisado melhor… Ainda assim, vale a visita!

Continue lendo “Mercado del Puerto | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

Parque Rodó | Montevidéu, Uruguai

DSCF0134

Montevidéu, quarta-feira, 13 de agosto de 2014 (3° dia).

BIKE NA RAMBLA


Alugamos no próprio hotel, por US$ 20,00 cada, três bicicletas com a intenção de passear pelas ramblas (“Gracias, Valentina!”). Em outro dia lindíssimo, decidimos seguir na direção contrária à Ciudad Vieja, com o intuito de pedalar desde a Rambla Republica Argentina até o bairro de Pocitos.

Continue lendo “Parque Rodó | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

Estadio Centenario | Montevidéu, Uruguai

image

Montevidéu, terça-feira, 12 de agosto de 2014 (2°dia).

 


ESTADIO CENTENARIO


Saindo do Mercado Agrícola, caminhamos algumas quadras e depois de alguns minutos tentando pegar um ônibus (todos vinham lotados aquele horário), nos rendemos a um táxi. Não sei qual era a sensação térmica, mas estava MUITO frio!

Continue lendo “Estadio Centenario | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

Ciudad Vieja | Montevidéu, Uruguai

image
Palácio Salvo: um dos cartões postais da capital uruguaia

Montevidéu, terça-feira, 12 de agosto de 2014 (2° dia).

 


CIUDAD VIEJA


O segundo dia nos presenteou com um sol incrível! A vista do hotel para o Rio da Prata naquele dia de céu extremamente azul era um espetáculo a parte. Fizemos o mesmo trajeto do dia anterior em direção à Ciudad Vieja. Perto da Intendencia Municipal de Montevidéu, tiramos fotos com a réplica do Davi de Michelângelo e seguimos pela Avenida 18 de Julio até a Plaza Independencia. Nesta praça, encontramos monumentos importantes como o monumento equestre em homenagem ao herói nacional José Artigas, o Palácio Estévez, o Palacio Salvo e a Puerta de la Ciudadela, que fica no início (ou seria no final?) da Calle Sarandí, uma das ruas históricas mais importantes da cidade de Montevidéu. Nessa rua podemos encontrar desde as mais diversas lojas, até apresentações musicais e uma feira popular bem interessante. A partir da Plaza Independencia podemos avistar também o famoso Teatro Solís.

Continue lendo “Ciudad Vieja | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Montevidéu, Original Content, Uruguai

A Chegada | Montevidéu, Uruguai

image

Montevidéu, segunda-feira, 11 de agosto de 2014 (1°dia).

 


O MEIO DE TRANSPORTE


Depois de duas horas e meia viajando de barco de Buenos Aires a Colonia del Sacramento, enfrentamos mais duas horas de ônibus, mais ou menos, para finalmente chegar a Montevidéu, capital do Uruguai. Todo o trajeto de ida foi bem tranquilo, sem atrasos ou imprevistos. Descemos em Buenos Aires por volta das 9h30 da manhã e trocamos alguns reais por pesos argentinos apenas para pagar o táxi. O ferry boat sairia do posto da Colonia Express – em Puerto Madero, se não me engano – às 12h, então tínhamos tempo de sobra para procurar um táxi, o que conseguiríamos com facilidade na saída do Aeroparque Internacional Jorge Newbery. No trajeto para o porto, enquanto comentávamos sobre o visual da cidade, o Auli cometeu a primeira gafe da viagem tentando se comunicar com o motorista de táxi em um portunhol improvisadamente tosco. O motorista o ignorou solenemente… E os três tiveram uma inevitável crise de riso! Definitivamente, o início de qualquer viagem é sempre muito divertido.

Continue lendo “A Chegada | Montevidéu, Uruguai”

América do Sul, Argentina, Original Content, Uruguai

Uruguai & Argentina 2014 | Preparativos

image


“É TÓIS!”


A Copa do Mundo FIFA de 2014 acabara há mais ou menos um mês. A seleção brasileira – como seria impossível de esquecer – havia sido humilhada pela seleção alemã (perdendo de 7 a 1) e estava fora da disputa. Os alemães, por sua vez, depois de esbanjarem simpatia, carisma e profissionalismo em sua estadia no Brasil, ganharam a taça em cima da seleção argentina, que acabou por amargar o segundo lugar. Já a seleção uruguaia deixou o mundial precocemente, logo após o episódio da mordida de Luis Suárez em um jogador italiano. Eu, que não me considero um entusiasta do futebol, tive que reconhecer mais uma vez que o esporte consegue abalar as estruturas de um país, principalmente durante o mundial. E nesse clima futebolístico, após a invasão argentina para assistir à final no estádio do Maracanã, era a hora de partirmos em direção ao sul a fim de conhecer as terras dos “hermanos”.

Continue lendo “Uruguai & Argentina 2014 | Preparativos”

América do Sul, Original Content, Peru

Peru 2013 | Impressões/Conclusões

AS PESSOAS

O povo peruano é, em geral, muito simpático! Principalmente onde o turismo é mais significativo, como em Cusco, são muito solícitos. Na capital, Lima, as pessoas são mais reservadas, mas estão longe de serem emburradas como em outras capitais (Buenos Aires, por exemplo). Em Cusco, devido à presença maciça de brasileiros, mesmo quem não fala bem o espanhol consegue se virar bem, pois os nativos se esforçam mais para se comunicar. Já em Lima a fala é mais rápida, carregada e eles não se importam muito se você não está acompanhando.

image

Continue lendo “Peru 2013 | Impressões/Conclusões”

América do Sul, Lima, Original Content, Peru

Miraflores | Lima, Peru

image

 Lima, quinta-feira, 27 de junho de 2013 (7° dia).


 

CASA DEL MOCHILERO

Chegamos a Lima bem cedo, antes das 10h da manhã, que seria o nosso horário de check-in. Os dois hóspedes que ocupavam o nosso quarto ainda estavam terminando de arrumar as malas. O hostel Casa del Mochilero não é um suprassumo de conforto, mas ganha no custo- benefício e na localização. Nossa estadia em Lima seria breve, apenas uma noite, então fazíamos questão que fosse segura e econômica. O hostel fica no muito bem avaliado bairro de Miraflores, entre San Isidro e Barranco, o que nos proporcionou um mini tour interessante. Logo que chegamos fomos recebidos pela responsável (que não me recordo o nome, mas creio que se chamava María), que nos explicou o funcionamento do lugar, nos deu um mapa de Miraflores e indicou os principais pontos turísticos nos arredores.

Continue lendo “Miraflores | Lima, Peru”

América do Sul, Machu Picchu, Original Content, Peru

Machu Picchu | Peru

dscf5087

Aguas Calientes, quarta-feira, 26 de junho de 2013 (6° dia).


(QUASE) O PRIMEIRO ÔNIBUS…

O relógio tocou umas 4h30 da manhã. Depois de um banho rápido e um café digno no hostel, nos dirigimos até o ponto de venda das passagens para Machu Picchu (se não me engano, custou US$ 20,00 na época). Esperávamos encontrar o ponto vazio, mas já havia uma fila imensa! Aproveitamos para comprar alguns salgados em um mercadinho próximo e inserimos ilegalmente nos bolsos (não se pode consumir alimentos em Machu Picchu). Nosso ônibus foi o terceiro ou quarto a sair. Esse, provavelmente, é o horário de pico em Machu Picchu, a maioria dos viajantes quer ver o dia amanhecendo lá.

Continue lendo “Machu Picchu | Peru”

Aguas Calientes, América do Sul, Original Content, Peru

Aguas Calientes | Peru

image

Aguas Calientes, terça-feira, 25 de junho de 2013 (5° DIA).


 

CAINDO NA ESTRADA…

Acordamos cedo neste dia, pois o trem da Peru Rail não sairia de Cusco, mas de uma cidade vizinha, Poroy. Até esse ponto fomos de ônibus e aproveitamos para tentar compensar o sono (pelo menos eu tentei, o Fabricio estava acordado tirando fotos, todas as fotos de estrada nesse trajeto são dele…). O dia estava frio e uma névoa pairava sobre as montanhas e campos próximos. Após mais ou menos uma hora de viagem, chegamos à estação da Peru Rail em Poroy.

Continue lendo “Aguas Calientes | Peru”

América do Sul, Cusco, Original Content, Peru

O Inti Raymi | Cusco, Peru

image
Festejos anuais do Inti Raymi em Sacsayhuamán

 

Cusco, segunda-feira, 24 de junho de 2013 (4° dia).


 

 

MARAS E MORAY

Neste dia reservamos a parte da manhã para conhecermos as ruínas de Maras e Moray e, se desse tempo, voltaríamos a Sacsayhuamán antes do Inti Raymi. Esse era o plano, mas simplesmente não tivemos uma manhã… Esgotados do dia anterior, acordamos quase na hora do almoço! Maras e Moray entrariam para a fila junto com Nazca, o Lago Titicaca e Tiahuanaco…

Continue lendo “O Inti Raymi | Cusco, Peru”

América do Sul, Cusco, Original Content, Peru

O Vale Sagrado | Cusco, Peru

 

image
Ruínas de Pisac

 


Cusco, domingo, 23 de junho de 2013 (3° dia).

A ESPERA


Acordamos cedo conforme o planejado, tomamos um café breve e nos dirigimos para a agência de turismo. Lá fomos levados para uma das muitas praças de Cusco, a Plaza Regocijo, para aguardar a saída do micro-ônibus que nos levaria ao Vale Sagrado. Esperamos, pelo menos, 40 minutos até a agência se organizar com todos os turistas e motoristas etc. O guia da vez (infelizmente) não era o Juan Carlos e sinceramente, nem me recordo do nome do guia, mas sei que ele não era lá muito simpático… Ou simplesmente tínhamos nos acostumado com os gritos de “Grupo de Juan Carlos!”.

Continue lendo “O Vale Sagrado | Cusco, Peru”

América do Sul, Cusco, Original Content, Peru

O City Tour | Cusco, Peru

 

image
Ruínas de Tambomachay

 


Cusco, sábado, 22 de junho de 2013 (2° dia).

COMPROMISSOS MATINAIS


Na manhã seguinte tínhamos algumas questões pra resolver: comprar as passagens pra Nazca e fechar o city tour. Tomamos um café rápido no hotel (bem honesto, mas eu não gostava de metade das coisas, então não comi muito) e nos colocamos a descer a montanha!

Continue lendo “O City Tour | Cusco, Peru”

América do Sul, Cusco, Original Content, Peru

Plaza de Armas e Arredores | Cusco, Peru

image
Iglesia de la Companía

 


Cusco, sexta-feira, 21 de junho de 2013 (1° dia).

CHOQUE TÉRMICO, CHOQUE ATMOSFÉRICO, CHOQUE CULTURAL


Logo que desembarcamos em Cusco, no Aeroporto Internacional Alejandro Velasco Astete, fomos tomados por um frio descomunal! Tinha me esquecido que era o primeiro dia de inverno e estávamos a mais de dois mil metros de altitude. Com os casacos na mala, começou um bater de queixos que parecia não ter fim… E também foi o começo dos males de altitude, também conhecidos como soroche.

Continue lendo “Plaza de Armas e Arredores | Cusco, Peru”

América do Sul, Original Content, Peru

O Sonho Inca

image


O GIGANTE ACORDOU?!


Em junho de 2013 o país inteiro estava vivendo uma época bem peculiar: era o início dos protestos por melhorias nos transportes e outros serviços públicos precários, protestos contra a corrupção, contra a Copa do Mundo etc. Se tudo começou por causa dos 20 centavos (a mais na passagem de ônibus), no meio do movimento ficou claro que não havia um único objetivo a ser alcançado. Eu cheguei a participar de um desses protestos no Rio de Janeiro,  provavelmente o maior deles, no dia 17 de junho, antes de embarcar para o Peru.

Continue lendo “O Sonho Inca”