Archetypal Branding

Archetypal Branding | Introdução

Nas minhas últimas férias, no longínquo final de 2016, eu iniciei a leitura de um livro que seria um divisor de águas na minha vida de diversas maneiras. Na correria das férias e dos deslocamentos que fizemos entre a Espanha, Portugal e Marrocos, eu tirei um tempinho para começar a ler O Herói e o Fora-da-Lei, de Margaret Mark e Carol S. Pearson.

O Heroi e o Fora da Lei

 

Baseado nos trabalhos de Carl Gustav Jung, psicanalista suíço, e em algumas teorias do mitologista Joseph Campbell, o livro basicamente faz uma ponte entre as marcas de maior sucesso junto ao público com a utilização dos arquétipos universais conhecidos desde a antiguidade e popularizados durante o século XX por Jung.

O material é tão interessante que acabei utilizando o mesmo livro para compor o meu Trabalho de Conclusão de Curso do MBA. Devido ao tempo apertado, o trabalho não ficou lá essas coisas, mas continuei trabalhando no material e resolvi compartilhar algumas informações importantes para quem tem interesse em assuntos como Branding,  Marketing e Gestão do Significado de uma marca.

Durante as próximas semanas, apresentaremos um resumo dos principais pontos a respeito dos 12 arquétipos empresariais identificados por Pearson e Mark na construção e manutenção de identidades organizacionais de sucesso. O método ainda é um pouco desconhecido no Brasil, mas amplamente utilizado por grandes empresas estrangeiras, como a IBM.

Como o #SuperANDARILHO desenvolve trabalhos para pequenas e médias empresas na área de Marketing Digital, Identidade Visual, Gestão de Marca e de Significado,  essa série tem como objetivo fazer um resumo do método que utilizamos para identificar e trabalhar arquétipos empresariais e sintetizar as informações mais relevantes sobre determinado arquétipo em uma única página, de acesso rápido e fácil aos nossos clientes e seguidores.

Começamos a série falando a respeito dos conceitos de marca, Gestão de Marca e Storytelling. Em seguida, abordaremos as teorias motivacionais utilizadas no método arquetípico, os autores em que o trabalho se baseia e um breve resumo sobre os principais pontos de cada arquétipo.

Nas semanas seguintes, falaremos separadamente sobre cada arquétipo, apresentando-o com exemplos de utilização por personalidadesorganizações e por elementos de nossa cultura como um todo.

 

Ficou curioso? Acompanhe por aqui os próximos posts!

 

Rodrigo Siqueira

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s