América do Sul, Chile, San Pedro de Atacama

Pukará de Quitor | San Pedro de Atacama, Chile

DSCF3241
Mirador de Pukará de Quitor

San Pedro de Atacama, quinta-feira, 26 de novembro de 2015 (3° dia).

FECHANDO OS PASSEIOS COM ABEL


Ao acordar, conheci Abel, marido de Karyn e pai do tímido Moisés, o garotinho dos desenhos. Foi com ele que fechei meu roteiro em San Pedro de Atacama. Começaria com um tour gratuito de bike à Pukará de Quitor e às 16h conheceria o famoso Valle de la Luna.


CAFÉ DA MANHÃ OU ALMOÇO?


Abel me disse que por ter fechado mais de três tours com eles eu tinha direito a usar uma bicicleta durante a minha estadia. Devido ao horário, eu não sabia se investia em um café da manhã ou almoçava de vez. Optei por uma empanada gigante na esquina da Calle Domingo Atienda com a Caracoles, onde tem início o tour para Pukará de Quitor, e depois iniciei a pedalada de 3 km de distância até o sítio arqueológico.

DSC_0220
Pedalando até Pukará de Quitor

PUKARÁ DE QUITOR 


O caminho para Pukará de Quitor, mesmo de bicicleta, é bem tranquilo. Sob o sol do meio-dia, pedalei mais ou menos trinta minutos até a entrada do sítio. Depois de pagar 2.000 pesos pela entrada de estudante (quase tudo se paga para entrar em San Pedro, mas a carteira de estudante é aceita em quase todos os lugares), deixei a bike no bicicletário e escutei os conselhos do senhor que vende os tíquetes: subir primeiro o Mirador, cuja caminhada é mais longa, e depois o sítio propriamente dito.

Pukará de Quitor é uma edificação do século XII e fica no Valle de Catarpe. Construída com pedras unidas com argamassa de terra, possui diferentes níveis de terraços. A construção tinha objetivos estratégicos, habitacionais, defensivos e de armazenamento.

Com o passar dos anos, foi conquistada pelos incas e posteriormente, em 1540, foi invadido pelos espanhóis montados a cavalo e com armas de fogo. Os nativos não conheciam nem os cavalos, nem os elmos metálicos, nem as armas de fogo, o que contribuiu para que os espanhóis tomassem posse do lugar. Todos os caciques foram decapitados. Este sítio arqueológico foi restaurado em 1981 e declarado monumento nacional em 1982.

Levei quase uma hora para chegar ao cume do Mirador, a mais ou menos 2.500 m de altitude. Esforço devidamente recompensado com uma das vistas mais espetaculares que já tive. De um lado, o sítio arqueológico propriamente dito, atrás dunas de areia enormes, ao lado o Valle de la Muerte, em frente o vulcão Licancabur e toda a visão panorâmica de San Pedro.

No cume do Mirador encontramos uma cruz e máscaras em homenagem aos vinte e cinco nativos representantes da resistência atacameña mortos na luta contra os espanhóis.

DSCF3230
Poesia de Gabriela Mistral
DSCF3295
Vulcão Licancabur visto da trilha para o Mirador de Pukará de Quitor
DSCF3242
Mirador
DSCF3245
Homenagem à resistência atacamenha
DSCF3244
Homenagem à resistência atacamenha
DSCF3253
Mirador

QUER VIAJAR GASTANDO POUCO_

DSCF3228
Vulcão Licancabur
DSCF3306
Ruínas de Pukará de Quitor

Com exceção do vento, o silêncio era absoluto. Impossível não lembrar de Enjoy the Silence do Depeche Mode. Mas a música que mais me marcou, já descendo o Mirador, foi “Latinoamérica” do Calle 13. Essa estava totalmente dentro do contexto, uma vez que fala de exploração e o que restou de tudo o que foi roubado pelos europeus. Confesso que a história dos atacameños degolados me deu um “choque de deserto” necessário para a aclimatação. Esse foi meu batismo…

Depois do Mirador, comecei a subir as ruínas de Pukará propriamente ditas, mas não cheguei ao cume. Já tinha visto o panorama do sítio e a junção calor e fome não estava agradável. Desci até a entrada novamente e nos bancos do bicicletário comi a outra metade da empanada gigante como almoço.

 

 

Gostou do artigo? Não esqueça de deixar a sua curtida e recomendar para os amigos através do compartilhamento!

 

Se tiver alguma dúvida sobre esse tour, você pode deixar um comentário abaixo ou mandar um e-mail para: superandarilho@outlook.com

 

Em breve, mais relatos sobre San Pedro!

 

Obrigado pela leitura e boas viagens!

 

513IY3Hgk1L

 

A seguir: Valle de la Luna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s