América do Sul, Chile, San Pedro de Atacama, Santiago

Chile 2015 | Preparativos

image
Cappuccino superfaturado do aeroporto do Galeão

 

Rio de Janeiro, terça-feira, 24 de novembro de 2015.

TRAGÉDIAS PARISIENSES, TRAGÉDIAS MINEIRAS


Aeroporto do Galeão, 4:20 (!) da madrugada, aguardo meu voo-conexão para São Paulo. Sampa é quase sempre minha primeira parada em vôos internacionais. Ainda sob efeito do histórico show do Pearl Jam no estádio do Maracanã, minha playlist eclética me traz Sam Smith aos ouvidos: “Restart”. O que eu considero como um presságio, se bom ou ruim, só saberei de fato no dia primeiro de dezembro.

Há onze dias o Estado Islâmico realizou um atentado de grandes proporções em Paris. Eventos bizarramente sincronizados deixaram um saldo de cento e trinta mortos e outras centenas de feridos na Cidade Luz, a maioria dentro da casa de shows Bataclan. O mundo ficou boquiaberto mais uma vez com a capacidade humana de cometer atrocidades contra sua própria espécie.

Mas os brasileiros em especial já tinham uma tragédia para lamentar. Dez dias antes uma barreira da empresa Samarco, afiliada da Vale do Rio Doce, arrebentou em Mariana, Minas Gerais, deixando um rastro de destruição pelo caminho. A tragédia, que para muitos já havia sido anunciada, conseguiu acabar com boa parte (senão completamente) do ecossistema do Rio Doce e, há poucos dias, chegou ao litoral do estado do Espírito Santo. Acompanhando todos esses acontecimentos, Eddie Vedder chega ao Brasil com a nova turnê do Pearl Jam.

image

EDDIE, O CARA!


Depois de perder muitos shows deles em anos anteriores por dureza ou “pão durismo”, há dois dias atrás assisti à minha primeira apresentação do Pearl Jam, de longe uma das minhas bandas favoritas.

Eddie Vedder é um rock star engajado e preocupado com causas sociais e humanitárias então, era de se esperar que ele reagisse de alguma maneira aos acontecimentos de Paris (a bateria da banda estava com o emblema da Torre Eiffel), mas muitos se surpreenderam quando a banda decidiu doar o cachê do show de Belo Horizonte (MG) para as famílias de Mariana.

Sobre o show, eu só teria elogios para fazer. Clássicos da banda misturados com músicas do último álbum, Lightning Bolt, levaram o estádio do Maracanã ao delírio em uma noite espetacular de lua crescente. E em meio a todos esses eventos, eu me preparava para por o pé na estrada mais uma vez.

image
Show do Pearl Jam no Estádio do Maracanã

 


DE SANTIAGO A SAN PEDRO


Parece que minha primeira trip sozinho será um bocado católica, pelo menos no que diz respeito ao roteiro. Santiago, capital do Chile, será a primeira estação. Mas como não sou muito fã de cidades grandes, reservei apenas um dia e uma noite para conhecê-la.

Minha veia aventureira, como sempre, fala mais alto. Depois de me ambientar em Santiago, pego um avião em direção ao aeroporto de Calama, o mais próximo de San Pedro de Atacama, uma das regiões mais secas do mundo com um leque imenso de passeios de aventura à disposição dos viajantes. Depois do umbigo (Cusco) e do Fim do Mundo (Ushuaia), terei o prazer de conhecer meu primeiro deserto (se não morrer com efeito da altitude!). O plano era estender o passeio até o Salar de Uyuni, na Bolívia, mas infelizmente não terei tempo hábil.

RESUMO DO ROTEIRO

Destino: Chile
Meio de Transporte: Avião
Quilometragem: 8.934 km de avião
Período: 24/11 – 01/12/2015 (8 dias)

 

A seguir: Plaza de Armas, Santiago

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s