América do Sul, Chile, Santiago

Cerro San Cristóbal | Santiago, 2015

image
Costanera Center

 

Santiago do Chile, terça-feira, 24 de novembro de 2015 (1° dia).

CERRO SAN CRISTÓBAL


Como eu ficaria pouco tempo em Santiago, precisava conhecer um lugar que tivesse um bom panorama da cidade. Depois de caminhar um pouco perdido pelo bairro de Bella Vista, descobri que o tal teleférico ficava dentro do zoológico da cidade. Paguei 2.000 pesos (uns R$ 10,00) por um ingresso com direito a ida e volta.

Do alto do morro, podemos comprovar o quanto Santiago é imensa! Mesmo com o tempo mais ou menos nublado, é impossível não se encantar com a beleza de alguns edifícios, como o Costanera Center, e da Cordilheira dos Andes ao fundo.

image
Teleférico
image
image
No alto do Cerro San Cristóbal encontramos uma boa estrutura turística
image
image
image
image
image
Ciclistas recuperam as energias

 


SANTUARIO DE LA INMACULADA CONCEPCIÓN


No Cerro, fica localizado o Santuario de la Inmaculada Concepción com direito à uma enorme estátua da Virgem Maria no cume do morro, capelas etc. Os nomes das coisas no Chile são muito católicos: Santiago, San Pedro, San Cristóbal, San Pablo e por aí vai… E foi justamente no alto desse morro “santo” que eu parei para escutar mais atentamente a música St. Jude, presente no mais recente álbum do Florence & The Machine que “coincidentemente” começava a tocar nos meus ouvidos…

image
image
image
image
image
image
image

 


MIRADOR EL HUNDIMIENTO


A vista do santuário é realmente incrível, mas a melhor visão da cidade, na minha humilde opinião, é a do Mirador El Hundimiento, um pouco mais abaixo (cerca de vinte minutos caminhando).

Soube de duas maneiras de chegar ao Cerro: uma pelo teleférico do zoológico e a outra pela entrada do Parquemet, de carro, a pé ou de bicicleta. No alto do morro uma infinidade de ciclistas corajosos repõem as energias nos inúmeros quiosques que tem por lá.

image

Mas voltando ao Mirador, é possível chegar descendo – depois de subir pelo teleférico – ou passar por ele antes de chegar ao cume vindo desde o início do Parquemet. A vista compensa um possível esforço. Lembrando que o teleférico tem hora para fechar, então é bom informar-se do horário antes ou já ir se programando para descer o Cerro a pé, o que afinal foi o que fiz caminhando uns bons quilômetros até achar um táxi.

image
image
Costanera Center
image
Costanera Center

 

A seguir: Museo Chileno de Arte Precolombino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s