América do Sul, Montevidéu, Uruguai

Mercado del Puerto | Montevidéu, Uruguai

 

DSCF0178

Montevidéu, quarta-feira, 13 de agosto de 2014 (3° dia).

 


O MERCADO DEL PUERTO


O caminho de volta foi extremamente cansativo. Pedalando contra o vento, de tempos em tempos tínhamos que parar para recuperarmos o fôlego. Depois de uma eternidade, finalmente chegamos à Rambla 25 de Agosto de 1825, na região portuária. O Mercado del Puerto é um dos ícones de Montevidéu. Conhecido por ser um lugar turístico, é famoso pelas parrillas (churrasco à moda uruguaia) e lá fomos nós experimentar. Sinceramente, apesar da fome sobrenatural que estávamos, não achei a comida nada de mais… Pelo contrário, o custo benefício foi péssimo: gastamos cerca de 600 pesos cada um em uma parrillada (que não estava ruim, mas não era a melhor carne do mundo) e duas cervejas! Compramos gato por lebre nessa, mas confesso que se a fome não estivesse tão crítica e o lugar já não estivesse fechando (era um pouco mais de 15h) nós poderíamos ter pesquisado melhor… Ainda assim, vale a visita!

image

image
Parrillada

image


CIUDAD VIEJA DE BIKE


Passeamos de bicicleta pela Ciudad Vieja em plena quarta-feira e foi bem tranquilo. Apesar das ruas cheias de pedestres e trânsito em alguns pontos, o povo uruguaio é muito educado e não tivemos nenhum tipo de problema. Em tempo, eu estava louco por um café e lembramos que ainda não tínhamos visitado o Café Brasilero.


O CAFÉ BRASILERO


Chegamos no final da tarde ao charmoso Café Brasilero. Enquanto meus companheiros se deliciavam com um cappuccino gelado, eu estava sedento por um café preto tradicional. Como havíamos acabado de almoçar, não experimentamos nada de comer, mas as sobremesas eram extremamente convidativas. Fundado em 1877, a decoração do lugar é bem tradicional e aconchegante, criando um clima que nos faz querer viajar no tempo. Aliás, toda a Montevidéu tem um clima muito retrô

image

image

image


ARRISCANDO A VIDA


O caminho para o hotel não era mais tão tranquilo quanto a Ciudad Vieja, mas mesmo assim, resolvemos seguir de bike até a Calle San José. Em alguns momentos, principalmente em subidas e descidas a coisa ficava tensa e nos perdemos um do outro no trajeto. A pior parte foi passar por baixo do prédio da Intendencia Municipal de Montevidéu junto com carros, ônibus, motos e pedestres ao mesmo tempo… Mas, valeu a aventura!


JANTANDO “PASSIVAMENTE”


A despeito do cansaço, não conseguimos ficar em casa na terceira noite, fomos procurar alguma coisa para comer na Calle Sarandí. A Ciudad Vieja à noite pode ser bem melancólica…

image

image
Flan com doce de leite

image

Passamos novamente pela Puerta de la Ciudadela (quase sendo carregados pelo vento) e fizemos uma parada na Plaza Constitución – que com sua iluminação noturna tem um clima extremamente gótico – onde fica uma das filiais do La Pasiva (Deus está vendo esse sorrisinho de canto de boca…), restaurante/lanchonete tradicional de Montevidéu. Enquanto a Ingrid preferiu pedir uma pizza e o Auli um frango grelhado, eu optei por encarar outro chivito. De quebra, dividimos um flan com doce de leite como sobremesa. Espetacular!

 

Gostou do artigo? Não esqueça de deixar a sua curtida e recomendar para os amigos através do compartilhamento!

 

Se tiver alguma dúvida, você pode deixar um comentário abaixo ou mandar um e-mail para: superandarilho@outlook.com

 

Em breve, mais relatos sobre o Uruguai!

 

Obrigado pela leitura e boas viagens!

 

A seguir: Colonia del Sacramento | Uruguai

 

Um comentário em “Mercado del Puerto | Montevidéu, Uruguai”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s