Literatura

A Erva do Diabo

O livro aborda a história dos cinco anos que Carlos Castaneda passou ao lado do índio yaqui dom Juan, em Sonora, México. Estudante de Antropologia da Universidade da Califórnia, Castaneda buscava informações para uma pesquisa de campo sobre ervas psicotrópicas utilizadas pelos antigos xamãs quando travou seu primeiro contato com o velho feiticeiro. A jornada espiritual narrada por Castaneda em ‘A erva do diabo’ apresentou ao mundo um processo de percepção cujas informações são apreendidas num sistema cognitivo que está além das sintaxes da civilização, além da memória, da experiência ou de qualquer conhecimento prévio – a realidade ‘extra-sensorial’ -, estimulado através dos usos do peyote e outras plantas alucinógenas em rituais sagrados dos xamãs.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s